historia

EM BUSCA DO MEL

Em busca do mel Oládia

Dinis e Caucau regressaram da última viagem muito cansados, o Caucau correu tanto na areia e na água que adormeceu ao lado da cama num abrir e fechar de olhos.

Caucau está doente, não acorda e está muito quente. Dinis leva-o ao colo para visitar Tafaba. É uma longa viagem, mas tem de a fazer para salvar o seu fiel amigo.

Em busca do mel Oládia

Caucau está doente, não acorda e está muito quente. Dinis leva-o ao colo para visitar Tafaba. É uma longa viagem, mas tem de a fazer para salvar o seu fiel amigo.

Em busca do mel Oládia

O Caucau não responde à voz de Dinis, que começa a ficar muito cansado e preocupado. Tem de chegar rapidamente à casa de Tafaba para conseguir curar o seu amigo.

Finalmente Dinis chega ao seu destino! A Tafaba vive isolada no meio da floresta perto dos animais e das plantas. Ela é uma grande amiga de todos, quando alguém está doente recorre à sua ajuda.

Em busca do mel Oládia

Finalmente Dinis chega ao seu destino! A Tafaba vive isolada no meio da floresta perto dos animais e das plantas. Ela é uma grande amiga de todos, quando alguém está doente recorre à sua ajuda.

Em busca do mel Oládia

Tafaba descobre o problema de Caucau, para curá-lo precisa de Mel Morcegão. Apenas existe nas cavernas negras e é produzido por uma espécie de morcego muito agressivo.

Após alguns dias a caminhar, Dinis chega à entrada das cavernas negras. Agora terá de encontrar o Mel Morcegão para curar Caucau.

Em busca do mel Oládia

Após alguns dias a caminhar, Dinis chega à entrada das cavernas negras. Agora terá de encontrar o Mel Morcegão para curar Caucau.

Em busca do mel Oládia

A caverna parece um labirinto, Dinis espera não se perder. Sente um cheiro suave e agradável, deve estar perto de encontrar o Mel Morcegão.

– Quem és tu? – ecoou pela caverna.
Dinis ficou muito assustado ao deparar-se com um Mel Morcegão gigante!

Em busca do mel Oládia

– Quem és tu? – ecoou pela caverna.
Dinis ficou muito assustado ao deparar-se com um Mel Morcegão gigante!

Em busca do mel Oládia

– Olá! Sou o Dinis! Agradecia que me desses um pouco do teu mel para o meu amigo Caucau, é a única forma de o salvar.
O Mel Morcegão ficou muito admirado, até hoje todos os que entraram na caverna, tentaram roubar o mel e nunca ninguém pediu com delicadeza. Ele não sabe como reagir, será que cede ao pedido ou ataca o Dinis?

O Mel Morcegão cedeu ao pedido de Dinis, nunca ninguém tinha sido tão gentil com ele. De imediato disse a Dinis para recolher o mel que precisasse e saltasse para as suas costas. Levantou voo a alta velocidade e gritou:
– Agarra-te bem Dinis, vou-te levar ao Caucau!

Em busca do mel Oládia

O Mel Morcegão cedeu ao pedido de Dinis, nunca ninguém tinha sido tão gentil com ele. De imediato disse a Dinis para recolher o mel que precisasse e saltasse para as suas costas. Levantou voo a alta velocidade e gritou:
– Agarra-te bem Dinis, vou-te levar ao Caucau!

Em busca do mel Oládia

Caucau está a arder em febre e mal se sente a sua respiração. Assim que o Mel Morcegão pousa no chão, Dinis apressa-se para o interior da casa de Tafaba, procura uma colher e dá de imediato o mel ao seu amigo. Agora terá de esperar para saber se o mel vai resultar.

Caucau começou a recuperar, assim que se levantou da cama, correu na direção de Dinis para o abraçar, ambos ficaram eufóricos. Dinis e Caucau agradeceram aos novos amigos a ajuda e voltaram felizes para casa.

fim
Em busca do mel Oládia

Caucau começou a recuperar, assim que se levantou da cama, correu na direção de Dinis para o abraçar, ambos ficaram eufóricos. Dinis e Caucau agradeceram aos novos amigos a ajuda e voltaram felizes para casa.

fim